top of page
Buscar
  • contato98129

Histórias da Arte: a Revoada de Antonio Oba

Quem toma as rédeas abre caminhos



Com pinceladas precisas, tomar as rédeas da própria vida. Com cores intensas, colorir uma nova jornada. É isso que se vê no quadro “ Quem toma as rédeas abre caminhos” e também na vida de Antonio Obá.

O pintor brasileiro se tornou uma estrela internacional no mundo das artes. Suas obras estão em museus até da China, Estados Unidos, Holanda. Como a maravilhosa pintura da mulher desatando os nós e tomando para si as rédeas da própria vida. Abre caminhos para o futuro, pensando no passado de um país inteiro.

Antonio Obá nasceu em Ceilândia, município do Distrito Federal. No processo de autoconhecimento, de redescobrir as próprias origens, se auto batizou Antonio Obá, nome de um orixá guerreiro e de um rei, em iorubá.

Aluno de escola pública, tornou-se professor de artes para crianças na mesma escola onde estudou por muitos anos. É de lá, da sala de aula, que parte seu projeto de individual de trabalho e vocação. Nasce da perspectiva da educação.


Fabulação para paisagem crepuscular à entrada do Morro da Forca


O artista participa de exposições coletivas e individuais desde 2001, com um trabalho que maneja história e universo simbólico, alinhavando linguagens e experiências próprias. Suas últimas exposições incluem Path, Oude Kerk, Amsterdam; Antonio Obá: Fables, X Museum, Pequim (2022); Carolina Maria de Jesus, um Brasil para os brasileiros, IMS Paulista, São Paulo (2021); Enciclopédia Negra, Pinacoteca do Estado de São Paulo, São Paulo (2021). Hoje, Obá vive e trabalha em Brasília.

Em São Paulo ele está em cartaz na Pina Contemporânea com “Revoada”, um trabalho que une as crianças para retratar... as crianças. A exposição apresenta um conjunto de pinturas com temáticas voltadas para a infância, e uma instalação inédita pensada a partir do contexto do museu, afinal a Pinacoteca nasceu originalmente para ser uma escola. A obra consiste em 200 pares de mãos de crianças moldadas em resina em oficinas oferecidas pelo artista na Ocupação 9 de Julho (Movimento Sem Teto do Centro), em duas escolas particulares e no ateliê da Pina Contemporânea. De emocionar...


Alvorada-música incidental


Além da instalação, 20 pinturas se organizam a partir do tema da infância e de um movimento vertical, muito presente no trabalho de Obá. Está ali o quadro famoso “ Fata Morgana no. 1”, que retrata o menino a pular livremente na piscina, quase flutuando como uma libélula. “ Fabulação para paisagem crepuscular à entrada do Morro da Forca” traz as meninas a gangorrar no entardecer do cerrado. No percurso de revisitar momentos da história, o artista inscreve a tragédia e a violência em um tempo mítico, transformando os personagens históricos em entidades, arquétipos que podem rever sua posição na própria história. Gente encantada que se entrelaça com a natureza.


A infância em “Antônio Obá” não é ingênua. As crianças-personagens do artista são agentes do seu tempo, conscientes do corpo, do movimento, e capazes de transformar o mundo.

No traçar de sua história, o artista escolheu um caminho pincelado de gratidão, de compartilhamento de experiências, de valorização das suas origens tão ricas. E torna mais ricos, mais fascinantes, mais inspiradores os dias de quem tem o privilégio de viajar em suas paisagens.



Serviço

Local: Pina Contemporânea, Galeria na Praça

Data: 26 jun 2023 — 18 fev 2024

Endereço: Avenida Tiradentes, 273, Luz, São Paulo — SP.

Horário de funcionamento: de quarta a segunda, das 10h às 18h

Ingresso

Inteira: R$ 30,00 (inteira)

Meia: R$ 15, 00 (meia)

(gratuito aos sábados)​


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page