top of page
Buscar
  • contato98129

Halle, a sereia

Musa teen (Foto: reprodução Instagram )


A live-action baseada na história clássica de A Pequena Sereia, da Disney, já está entre nós! E ali nas telonas poderemos conferir o brilho de Halle Bailey, 23 anos.


E ela suou a camisa para interpretar Ariel. A atriz passou por um treinamento pesado para aguentar horas pendurada no ar simulando movimentos de uma sereia. E tem mais! Praticou nado sincronizado antes do início das gravações para se sentir mais à vontade sob as águas.


Halle Lynn Bailey é natural de Atlanta (EUA) e frequenta o mundo das artes não é de hoje. Ela estreou aos seis anos, na comédia As Férias da Minha Vida (2006). A voz ela também treina há tempos. Em 2011, Halle e a irmã, Chloe, começaram a publicar no YouTube vídeos em que faziam covers de ícones do pop. Dois anos depois, ninguém menos quea rainha Beyoncé a versão delas para o seu hit Pretty Hurts e acabou levando a dupla para a sua gravadora, a Parkwood Entertainment.


A cantora, então, passou a atuar como mentora das Bailey e até as convidou para fazerem a abertura da tour Formation World na Europa, em 2016. No mesmo ano, elas apareceram no álbum visual “Lemonade” . Já em 2018, foram responsáveis por abrir shows da turnê

On the Run II, de Beyoncé e Jay-Z, ao lado do DJ Khaled. A cantora também foi uma mentora para Bailey à época dos ataques. Chique, não é?!


Fora dos palcos, como Chloe e Halle, as duas irmãs lançaram em 2016 um EP chamado Sugar Symphony, com as músicas Drop e Fall. Em 2017, divulgaram The Two of Us, que trouxe as faixas Used to Love e Too Much Sauce e foi eleito pela revista Rolling Stone um dos melhores álbuns de R&B daquele ano.


O trabalho seguinte foi The Kids Are Alright, de 2018. O disco foi indicado ao 61º Grammy na categoria de melhor álbum urbano contemporâneo e tem como destaque as faixas Warrior, do filme Uma Dobra no Tempo, e Grown, da série Grown-ish. Halle e a irmã Chloe, por sinal, estavam no elenco do seriado, que é um spin-off de Black-ish. As duas interpretaram gêmeas que fingiam para os outros estarem sempre sincronizadas nas ideias, mas, na verdade, eram o oposto. No início de 2019, elas participaram do Super Bowl cantando America the Beautiful.


Foi com o álbum Ungodly Hour, de 2020, que a dupla alcançou maior estrelato. O projeto mais maduro as definiu como importantes nomes do R&B contemporâneo. Entre 2019 e 2021, Chloe e Halle conquistaram cinco indicações ao Grammy pelos dois álbuns.


Há pouco, Halle filmou outro longa, uma nova adaptação do clássico A Cor Púrpura, e segue investindo na carreira musical. Ou seja, a “ pequena sereia” já não é pequena... E cresce cada vez mais...​

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page