Buscar
  • contato98129

A Beleza das Histórias: A Camareira


Mistério para prender você em cada página

O lançamento de “A Camareira “ era tão aguardado que o livro mal saiu do prelo e já vai virar filme, com Florence Pugh no elenco da adaptação audiovisual

A história é envolta em mistério. Molly Gray tem dificuldade com interações sociais. Aos 25 anos, a jovem muitas vezes entende errado as intenções das outras pessoas, e sua avó costumava interpretar o mundo para ela, criando regras simples segundo as quais a neta poderia viver.

Desde que a avó morreu, nove meses atrás, Molly tem navegado sozinha pelas complexidades da vida. Sua única alegria é ainda poder se dedicar com prazer ao emprego e realizar um trabalho impecável. Camareira do sofisticado Hotel Regency Grand, tem um amor obsessivo por limpeza e organização, o que a torna a pessoa ideal para o cargo, Que desempenha com precisão! Certo dia, ao entrar na suíte do infame e riquíssimo Charles Black, a vida organizada de Molly vira de cabeça para baixo: além de encontrar os cômodos em completa desordem, a ela se depara com nada menos que o próprio Sr. Black morto na cama. Antes mesmo que entenda o que está acontecendo, no entanto, seu comportamento incomum levanta suspeitas da polícia, e a camareira, acostumada a passar despercebida, logo se vê presa em uma teia de mentiras e mal-entendidos que não faz ideia de como desfazer. Nisso, o coração do leitor já está saindo prla boca…

Felizmente para Molly, amigos que ela nunca soube que tinha se unem em busca de pistas sobre o que realmente aconteceu com o Sr. Black. Neste mistério que explora o que significa ser igual e ao mesmo tempo muito diferente de todos à sua volta, o leitor se vê em uma jornada emocionante, em que a verdade por trás de uma história nem sempre é absoluta. E quando as reviravoltas parecerem ter chegado ao fim, é melhor repensar: A camareira está pronta para surpreender. Quer mergulhar nessa saga de suspense e emoção? Você não vai se arrepender! TÍTULO: A Camareira AUTORA: Nita Prose EDITORA. Intrínseca

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo