Bochechas em voga

Você não precisa de maquiagem. Ninguém precisa! A gente usa para valorizar o que mais gostamos em nós. E um pouquinho de blush nas bochechas já faz uma diferença… Dá aquela corada, uma cara de saúde, um viço.

As mulheres sabem disso há milênios… tanto que nos  primeiros séculos depois de Cristo, nos impérios Grego e Romano, usavam diversos tipos de maquiagem feitos a partir de produtos naturais. Naquela época o carmim era o tom mais popular.

Tempos depois o vermelho ficou mais suave e o rosa se popularizou na hora de destacar as maçãs do rosto. Esse efeito era um sinal de status econômico, por isso, apenas as mulheres ricas usavam o estilo. Anos depois, na França, o tom rosado evoluiu para o vermelho intenso. Por volta de 1900, pintar as bochechas caiu no gosto da mulherada! Quem não tinha dinheiro para investir nos produtos caros que chegavam ao mercado improvisava: uns pequenos beliscões e uma pasta de beterraba garantiam o efeito.

Por volta de 1950, com o cinema espalhado pelo mundo, os tons terra viraram moda. Anos depois, a maquiagem ficou mais suave de modo geral. Na década de 1990, as cores se diversificaram mais, com tons bronze, pêssego, fúcsia e marrom. ERa a festa das cores: cada mulher já podia encontrar o tom ideal para sua pele.

Hoje ninguém precisa mais beliscar a bochecha! Há produtos com preço em conta e qualidade, fixação e cor de primeira. É o caso deste Sweet Bronze, da Beglow, um tom bronze com brilho. De acordo com a marca a fórmula contém Colágeno, Vitamina E e Proteínas da Seda para um toque aveludado .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *